Conecte-se Aprenda Finança

TECNOLOGIA

As mulheres lideram a revolução das redes sociais

Diferentes estudos mostram que mulheres superam os homens tanto no uso como no tempo que passam nas redes.

Compartilhe este artigo

Publicado por ConnectAmericas

DESTAQUES

As mulheres geram feedback, opinam sobre produtos e participam nos concursos

“As mulheres são muito ativas nas redes sociais e se comunicam através delas com naturalidade porque compartilham uma lógica comunicativa muito similar. Por definição, são muito expressivas e se sentem confortáveis mantendo múltiplas conversas simultaneamente”, diz Gabriela Oliván, experta em Comunicação Corporativa. 

A preponderância das mulheres nas redes sociais poderia derrubar velhos estereótipos e categorias demográficas, gerando um verdadeiro impacto nos meios de comunicação, a publicidade e o entretenimento. Assim é identificado por especialistas e estudos que analisam a liderança do gênero feminino na Internet, particularmente, nas aplicações sociais.

As mulheres têm um comportamento muito mais ativo nas redes sociais, usam-nas mais e são mais participativas do que os homens. Por isso, acredita-se que são elas as que vão definir tendências em diante porque, em termos gerais, adaptaram-se mais e melhor à tecnologia. 

Oliván explica que enquanto elas estão nas redes, por exemplo, podem subir fotos no Instagram, ao tempo que colocam um “curtir” no Facebook e compartilham um link no LinkedIn. Os homens, por outro lado, têm uma participação mais lineal. “Em geral, são mais seletivos a respeito das conversas nas que participam e costumam compartilhar conteúdos de formatos similares”, adiciona. 

Soraya Fragueiro, Social Media Strategist da ConnectAmericas, diz que a participação mais ativa de mulheres e adolescentes acontece, em parte, por um componente emocional que prima em cada ação que realizam nas redes sociais; inclusive nas compras. “É por isso que muitas marcas e instituições têm estratégias para chegar diretamente às mulheres com mensagens que usam fotos emotivas, cores cálidas, linguagem direta mais amável e vídeos com músicas publicitárias, porém sofisticadas”, destaca a especialista.

Em quanto às diferentes redes, Fragueiro garante que o Pinterest e Instagram transformaram-se em dois canais principalmente femininos e o Facebook ocupa o terceiro lugar. Algo que não acontece com Twitter e Youtube, com maioria de público masculino. 

Johanna Blakey, especialista em meios massivos e entretenimento, considera que as redes sociais supõem o fim das divisões por gênero, já que permitirão desmantelar os estereótipos degradantes vistos até agora na publicidade tradicional e que distorcem a imagem das mulheres. 

Oliván opina: “Na atualidade as mulheres são as meninas mimadas do mercado. Elas têm em suas mãos o poder de decidir ou pelo menos influenciar em quase tudo, como automóveis, tecnologia, turismo, beleza, medicina, artigos para o lar e para as crianças. Por isso, as marcas as vêem cada vez mais com interesse e buscam atraí-las e ganhar sua fidelidade”. Neste sentido, as redes sociais são um potente canal de comunicação para chegar a clientes atuais e potenciais, criar comunidade e envolvê-las na difusão de suas mensagens.

A seguir, algumas características para ter em conta:

  • Na América Latina, uma pesquisa da Intel revelou que 33% das mulheres usa o Facebook como meio de comunicação com seus amigos e 8 de cada 10 prefere o uso das redes sociais para estar mais conectada com outras pessoas por meio do bate-papo. Os homens preferem a recopilação de informação, revisão de vídeos e a criação de conteúdo, além de ter preferência por aportar opiniões sobre temas de contingência no Twitter.
  • Em caso do conteúdo gerado pelas diferentes marcas nas plataformas sociais, também é possível apreciar diferenças entre ambos gêneros. Enquanto as mulheres seguem as marcas para conhecer as novidades, ofertas e descontos, os homens só as seguem porque gostam ou se identificam com a marca, mas não estabelecem uma relação com a empresa seguida. Elas, em troca, geram feedback, opinam sobre seus produtos e participam nos concursos, entre outras coisas.
Compartilhe este artigo

{{'LOADING_COMMENTS' | translate}}...
{{'NO_COMMENTS_YET' | translate}}
{{'TO_POST_A_COMMENT' | translate}}

Outros usuários também viram


Carregando...
Entre na ConnectAmericas
Esqueceu sua senha?
Não tem uma conta? Cadastre-se aqui
Insira o e-mail com o qual você se cadastrou
na ConnectAmericas para criar
uma nova senha.